Quatro em cada 10 coelhos presenteados na Páscoa são abandonados

Professora de Medicina Veterinária do UniCuritiba diz que a decisão de ter um pet não pode ser tomada por impulso e dá dicas para evitar arrependimentos

Fofinhos, encantadores, sociáveis e carismáticos. Com tantos atributos, não é de se estranhar que os coelhos estejam na lista dos dez animais de estimação preferidos entre os brasileiros. 

Na Páscoa, a procura por esses orelhudos aumenta, mas seja qual for a espécie, um animal de estimação exige responsabilidade, tempo, afeto e disposição. Antes de presentear alguém ou adotar um coelho é fundamental entender quais são os cuidados necessários. 

De acordo com a ONG Adote um Orelhudo, cerca de 60 ou 70 dias após a Páscoa, 40% dos coelhos são abandonados em praças, parques e terrenos baldios. Ou seja, quatro em cada dez coelhinhos deixam de ser novidade e são negligenciados e soltos na natureza. 

O número é preocupante e a médica veterinária Ana Elisa Arruda Rocha alerta: coelhos são seres vivos que precisam de cuidados com a saúde, o conforto e o bem-estar. “Ter um coelho em casa é uma decisão que não pode ser tomada na euforia.” 

Professora do curso de Medicina Veterinária do UniCuritiba – instituição que integra a Ânima, o maior e mais inovador ecossistema de ensino de qualidade do país -, Ana Elisa fala da alegria que é ter um coelho em casa e dos cuidados necessários.

O que você precisa saber antes de adotar um coelho

· Assim como qualquer pet, os coelhos de estimação precisam de cuidados e, além de gastos com saúde, alimentação e conforto, precisam de atenção dos tutores.

· Os coelhos não são roedores, como a maioria das pessoas imagina. Eles são mamíferos herbívoros da mesma família das lebres. Além de ração específica, comem feno de alfafa e alguns vegetais (não são todos que podem ser ofertados).

· Coelhos podem aprender a passear na guia, mas é importante utilizar o equipamento correto e frequentar espaços seguros, já que são presas de várias outras espécies.

· Existem mais de 45 raças de coelhos, com variações de tamanho (pequenas, médias e grandes), peso e pelagem.

· Por serem silenciosos – mesmo quando ficam sozinhos – os coelhos são excelentes pets para quem mora em locais com vizinhos muito próximos.

· A visita ao veterinário deve ser realizada já no início, para que todas as informações referentes à saúde e manejo sejam devidamente esclarecidas.

· Com boa alimentação e cuidados de saúde, um coelho de estimação pode viver entre 8 e 12 anos.

Como cuidar bem de um coelho?

A professora do curso de Medicina Veterinária do UniCuritiba, Ana Elisa Arruda Rocha, fala sobre os principais cuidados com um coelho de estimação.

ü Avalie o ambiente antes de ter um coelho, pois eles precisam de espaço para se exercitar, saltar e brincar. Não podem ficar soltos em locais que tenham fiação elétrica, pois costumam roer objetos para desgastar os dentes e os fios oferecem risco à vida deles.

ü Escolha o viveiro adequado para o tamanho e a raça do seu coelho e mantenha a bandeja limpa, trocando a forração diariamente. Invista em itens de enriquecimento ambiental para manter a saúde emocional e o correto desgaste dos dentes.

ü Mantenha água sempre disponível e garanta a alimentação adequada.

ü Ofereça rações específicas – com fórmulas próprias para coelhos mantidos como pets – associadas a outros alimentos recomendados para garantir a nutrição necessária. Deixe feno 100% do tempo disponível.

ü É mito que os coelhos devem ser alimentados com cenoura. A cenoura ajuda no desgaste dos dentes – o que é necessário no caso dos coelhos – mas deve ser oferecida com moderação.

ü Assim como gatos, os coelhos fazem a própria higiene. Os banhos não são recomendados. No caso de raças mais peludas, faça a escovação para ajudar na retirada dos pelos mortos.

ü Se não quiser muitos coelhinhos em casa, não junte machos e fêmeas antes da castração. Os coelhos estão entre as espécies mais prolíficas do mundo.

ü O contato do coelho com outros pets – inclusive outros coelhos – deve ser feito em etapas e sempre com acompanhamento.

Sobre o UniCuritiba

Com mais de 70 anos de tradição e excelência, o UniCuritiba é uma instituição de referência para os paranaenses e reconhecido pelo MEC como uma das melhores instituições de ensino superior de Curitiba (PR). Destaca-se por ter um dos melhores cursos de Direito do país, com selo de qualidade OAB Recomenda em todas as suas edições, além de ser referência na área de Relações Internacionais.

Integrante do maior e mais inovador ecossistema de qualidade do Brasil, o Ecossistema Ânima, o UniCuritiba conta com mais de 40 opções de cursos de graduação em todas as áreas do conhecimento, além de cursos de pós-graduação, mestrado e doutorado.

Possui uma estrutura completa e diferenciada, com mais de 60 laboratórios e professores mestres e doutores com vivência prática e longa experiência profissional. O UniCuritiba tem seu ensino focado na conexão com o mundo do trabalho e com as práticas mais atuais das profissões, estimulando o networking e as vivências multidisciplinares. 

By Mirella Pasqual

Sou jornalista formada pela Universidade Positivo. Sou mãe do Benício e de três vira-latas, o Raj, o Thor e a Mia. Minha coluna fala sobre moda, empreendedorismo e saúde! Sejam muito bem-vindos 😊

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *