Projeto de extensão do UniCuritiba leva à preservação de imóvel histórico 

Prefeitura de Rio Branco do Sul, na região metropolitana de Curitiba, anunciou neste mês o tombamento da Casa Sara Furquim; ação foi inspirada no trabalho de acadêmicos dos cursos de Arquitetura, Urbanismo e Design de Interiores 

O conhecimento adquirido em sala de aula e colocado em prática é capaz de fomentar políticas públicas e transformar a realidade de comunidades e municípios. Os estudantes do curso de Design de Interiores e de Arquitetura & Urbanismo do UniCuritiba – instituição que integra a Ânima Educação – podem provar. 

Na primeira quinzena de outubro a prefeitura de Rio Branco do Sul – município da região metropolitana de Curitiba – realizou a sessão de tombamento da Casa Sara Furquim. A iniciativa foi motivada pelo trabalho dos universitários que participam do projeto de extensão “Práticas em Arquitetura, Design de Interiores e Patrimônio”. 

De acordo com a professora do UniCuritiba, Caroline Ganzert Afonso, especialista em Restauro em Arquitetura e doutora em Geografia, o casarão histórico em Rio Branco do Sul merece ser preservado. “Para contribuir nesse processo, os estudantes trabalharam na investigação histórica, inserção urbana, relações afetivas dos moradores com a casa e fizeram um levantamento fotográfico e métrico do imóvel, com mapeamento de todos os danos. O trabalho inspirou a política pública municipal para o tombamento da casa.” 

Orientadora do projeto de extensão, a arquiteta e urbanista conta que o trabalho envolveu estudantes do primeiro ao décimo período dos dois cursos. “A atividade foi relevante para o aprendizado, mas também para o município, que obteve dados para facilitar o tombamento e outras ações patrimoniais com o objetivo de preservar o imóvel”, comemora Caroline. 

Durante o projeto, os estudantes do UniCuritiba fizeram o levantamento métrico detalhado da edificação, identificaram as características do imóvel, os danos e, principalmente, apontaram os passos necessários para a criação de ações de proteção da Casa Sara Furquim. Os registros com imagens, detalhamento dos cômodos, plantas dos ambientes e maquetes eletrônicas foram entregues à prefeitura de Rio Branco do Sul. 

A primeira fase do projeto de extensão, iniciado em 2022, foi executada pelos estudantes vinculados ao Escritório Modelo dos cursos de Arquitetura & Urbanismo e Design de Interiores do UniCuritiba. Dez universitários se envolveram na pesquisa histórica, levantamento métrico, detalhamento fotográfico e confecção de mapas.

Na segunda etapa, no primeiro semestre deste ano, os estudantes da disciplina de Técnicas Retrospectivas do curso de Arquitetura & Urbanismo trabalharam no desenvolvimento de desenhos da casa. Sempre sob a supervisão da professora Caroline Ganzert Afonso, mais de 20 estudantes se envolveram nos processos de desenho, mapeamento de danos dos cômodos, detalhamento de portas e esquadrias, croquis e unificação de arquivos. 

Patrimônio histórico

O casarão, hoje conhecido como Casa Sara Furquim, foi construído em 1928 por Octávio Furquim, no alto da travessa Furquim, em Rio Branco do Sul. A família é conhecida como uma das fundadoras do município. 

Com dois andares e 250 metros quadrados, o imóvel foi o lar de Sara Furquim (filha de Octávio) durante toda a sua vida. Personalidade influente nas áreas de educação, cultura e política, Sara faleceu em janeiro de 2020, aos 101 anos. 

Professora desde os 18 anos, dona Sara foi a primeira mulher vereadora de Rio Branco do Sul e chegou a assumir a presidência da Câmara de Vereadores. Fundou um jardim de infância e a primeira biblioteca pública da cidade, dedicando-se também à poesia. 

De acordo com a arquiteta e urbanista Caroline Afonso, as moradias em madeira eram muito comuns à época e, além de residência familiar, o casarão serviu de abrigo para viajantes que passavam pela cidade no século 20. “A Casa Sara Furquim foi construída sob influência estética da arquitetura eclética, com muitos detalhes decorativos como lambrequins ou elementos trabalhados em madeira em escadas, guarda-corpos, divisórias e outros detalhes”, explica a professora. 

A arquitetura eclética marca um período de transição da arquitetura predominante desde meados do século 19 até as primeiras décadas do século 20, representada especialmente pela mistura de estilos arquitetônicos. 

Sobre o UniCuritiba

Com mais de 70 anos de tradição e excelência, o UniCuritiba é uma instituição de referência para os paranaenses e reconhecido pelo MEC como uma das melhores instituições de ensino superior de Curitiba (PR). Destaca-se por ter um dos melhores cursos de Direito do país, com selo de qualidade OAB Recomenda em todas as suas edições, além de ser referência na área de Relações Internacionais.

Integrante do maior e mais inovador ecossistema de qualidade do Brasil, o Ecossistema Ânima, o UniCuritiba conta com mais de 40 opções de cursos de graduação em todas as áreas do conhecimento, além de cursos de pós-graduação, mestrado e doutorado.

Possui uma estrutura completa e diferenciada, com mais de 60 laboratórios e professores mestres e doutores com vivência prática e longa experiência profissional. O UniCuritiba tem seu ensino focado na conexão com o mundo do trabalho e com as práticas mais atuais das profissões, estimulando o networking e as vivências multidisciplinares.

By Mirella Pasqual

Sou jornalista formada pela Universidade Positivo. Sou mãe do Benício e de três vira-latas, o Raj, o Thor e a Mia. Minha coluna fala sobre moda, empreendedorismo e saúde! Sejam muito bem-vindos 😊

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *