Negócios: 2024 será um ano promissor para empreender

Observar as tendências, conhecer o comportamento do consumidor e as necessidades do público-alvo, além de traçar um planejamento com objetivos e metas são essenciais para sair da zona de conforto e avançar

O ano começou com uma boa notícia para quem deseja empreender ou expandir seus negócios: após uma fase de recessão e incertezas, 2023 terminou com projeções otimistas na economia. O que, consequentemente, indica a continuidade da boa fase em 2024.

Depois de o país ter registrado a abertura de 868 mil novos negócios no primeiro semestre de 2023, segundo dados da Receita Federal, o faturamento cresceu com menos oscilações. Entre abril e julho, os empresários que observaram aumento da receita cresceram de 25% para 31%. Já nos que tiveram queda no lucro, a porcentagem baixou de 43% para 37%.

Nos últimos seis meses, o Produto Interno Bruto (PIB) surpreendeu o mercado com uma alta de 3,4% frente ao mesmo período de 2022. Para 2024, a previsão da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda (SPE/MF) é de crescimento de 2,3% no PIB e de inflação em 3,4%. Já a taxa Selic pode cair a 9% até o final do ano, tornando empréstimos e financiamentos mais baratos.

Na opinião de Clodoaldo Oliveira, diretor geral da JValério Gestão e Desenvolvimento, além de analisar os fatores econômicos, quem deseja se tornar seu próprio patrão ou quem já chegou neste patamar e deseja ampliar sua empresa, deve ser proativo e verificar o que está acontecendo no Brasil e no mundo.

“Ficar de olho nas tendências e conhecer a necessidade do público alvo é o primeiro passo para empreender. O segundo passo é tirar as ideias do papel: tenha um objetivo em mente e as metas que devem ser alcançadas. Os desafios sempre existirão, mas a insegurança não pode paralisar o empreendedor. Adiar as ações e a tomada de decisões podem atrasar o processo. Busque se organizar e se aperfeiçoar para driblar o medo e seguir adiante. Por fim, é importante compreender que não é preciso fazer tudo de uma vez. A dica é estabelecer prioridades e começar a agir”, afirma Oliveira.

Lembre-se: o consumidor dita as regras do mercado

No centro das atenções dos empreendedores, estão os clientes, seus desejos e anseios. Partindo dessa premissa, pensar em estratégias para se adaptar aos padrões de consumo e vender mais é indispensável. “Via de regra, o planejamento estratégico daqueles que desejam se destacar e crescer precisa focar na capacidade de enxergar os movimentos do mercado e na rapidez e versatilidade para agir frente a eles”, destaca Clodoaldo Oliveira.

Felizmente, o consumidor brasileiro está otimista. Pelo menos é o que revela uma pesquisa recente da McKinsey, divulgada no último mês de julho. De acordo com os entrevistados, há uma predominância da cautela no presente, mas com perspectivas melhores em se tratando do futuro. O nível de confiança quando o assunto são gastos subiu de 12 pontos percentuais entre agosto de 2022 e março de 2023. O índice atingiu 43%, o mais elevado desde 2016, de acordo com a consultoria.

Tal mudança de comportamento constitui um guia para as ações de pequenos, médios e grandes negócios daqui para frente. Se por um lado, nove em cada dez compradores estão cortando despesas em várias categorias de produtos, com ênfase em roupas, eletrônicos e artigos domésticos, por outro as compras pela internet continuam em ascensão. Vale lembrar que a integração entre canais físicos e digitais é uma tendência notável que, se bem aproveitada, pode gerar resultados altamente satisfatórios. Isto é, pode ser uma chance de alcançar mais clientes, mas também significa que a concorrência on-line está acirrada.

Igualmente relevante, são as histórias de outros países e culturas que chegam até nós e o discurso de personalidades influentes mundo afora. Tudo isso influencia as escolhas na hora de comprar por aqui. Não por acaso, as pessoas estão cada vez mais interessadas em ser sustentáveis. Com isso, as mudanças na forma como produzimos energia e no jeito como usamos as coisas vão afetar o que é consumido. Por fim, nunca é demais lembrar que o coronavírus e o medo transformou valores e prioridades, levando todos a serem mais pragmáticos, inclusive, nas decisões de compra.

Saiba como atrair e reter as novas gerações

Agora, anote algumas dicas para começar 2024 com o pé direito e acertar em cheio o coração e o pensamento do seu público-alvo.

● Foco no sentimento: ofereça variedade, seja de produtos ou serviços, levando em conta sentimentos, comportamentos e poder aquisitivo. Mas evite classificar, afinal, há uma tendência na qual todos estão investindo em pequenos luxos, desde que façam sentido e valham a pena;

● Segmente a estratégia: convém personalizar campanhas e ações por canal, região e segmento considerando as diferenças culturais e de renda;

● Invista em pesquisas: conheça seu público por meio da coleta de dados, preferências e expectativas provenientes de contatos realizados por WhatsApp, e-mail, redes sociais e feedback direto. As ferramentas do Google, como o Trends e o Analytics, disponibilizam insights valiosos para criar e adaptar estratégias;

● Ofereça personalização: aumentar a relevância do produto ou serviço é até um meio de incentivar gastos futuros;

● Compreenda a jornada do cliente: além da personalização, o marketing digital é um grande aliado na fase de consideração. Oferecer informações claras e objetivas, assim como facilitar o contato, aumenta a taxa de conversão e satisfação dos clientes;

● Não tenha medo das mídias sociais: estratégias de publicidade e promoções bem feitas podem atrair o público certo para o local exato – que pode ser sua empresa, por que não? Crie uma identidade virtual forte e construa conexões duradouras;

● Aprenda sobre IA: a inteligência artificial é uma das maiores tendências globais para 2024. Os chatbots, por exemplo, são ótimos para aprimorar a pesquisa de produtos e facilitar as escolhas. Essas e outras tecnologias inovadoras geram experiências mais assertivas e eficientes, tornando a jornada de compra mais intuitiva e satisfatória;

● LGPD: você já deve ter visto esta sigla em muitos lugares, mas se não lembra o que ela significa fique atento: a Lei Geral de Proteção de Dados é criteriosa, respeitá-la e ser transparente quanto a ela é obrigatório;

● Invista em seus times: nenhum gestor consegue bater metas sozinho, para isso ele precisa de equipes trabalhando em busca dos mesmos objetivos. Estimular a criatividade e participação dos colaboradores em ambientes profissionais diversos, inclusivos e conectados às principais tendências corporativas tem tudo para ser um bom plano;

● Geração Z: considerar os influenciadores da geração Z por meio de colaborações autênticas pode ser a estratégia certa para conquistar os mais jovens;

● Práticas sustentáveis: como sua empresa tem lidado com a sustentabilidade? A proposta não é só suprir as necessidades de consumidores conscientes, mas também atender a uma urgência que diz respeito ao planeta e a cada ser que vive nele;

● Esteja pronto: durante a pandemia, quem conseguiu produzir e atender remotamente saiu na frente. Explorar a possibilidade do trabalho remoto ou híbrido garante a continuidade das operações mesmo em situações emergenciais.

Capacitação

A JValério Gestão e Desenvolvimento possui uma solução para empresários de empresas de pequeno porte: o Programa de Aceleração de Negócios (PAN), que estimula a conquista de resultados no curto prazo.

O curso possui a chancela da Fundação Dom Cabral (FDC) e é pensado para a realidade dos pequenos empreendedores, ou seja, ele direciona todos os seus esforços para gerar resultados imediatos. Assim, ele aumenta a rentabilidade do seu negócio, utilizando um plano de aceleração que guia o desenvolvimento da empresa.

O PAN é para administradores, empreendedores e gestores que estão atrás de mais performance, mais crescimento, mais desenvolvimento e mais lucratividade.

Para saber mais, acesse o linkhttps://jvalerio.com.br/programas-para-empresas/pan.

By Mirella Pasqual

Sou jornalista formada pela Universidade Positivo. Sou mãe do Benício e de três vira-latas, o Raj, o Thor e a Mia. Minha coluna fala sobre moda, empreendedorismo e saúde! Sejam muito bem-vindos 😊

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *