Um clássico polêmico da literatura nacional ganha sua primeira encenação teatral em Curitiba. O espetáculo “O Bom Crioulo” é inspirado no romance de mesmo nome, de Adolfo Caminha, e resgata a história que trata do amor entre dois marinheiros no século XIX, abrangendo temas como racismo, homofobia e diferenças sociais. A montagem fica em cartaz desta quarta-feira (10/4) e 28 de abril no Teatro José Maria Santos, com entrada gratuita. Dirigido por César de Almeida e Isidoro Diniz, traz como protagonistas os atores Douglas Perez, Maicon Morais e Loara Gonçalves.

Os ingressos devem ser retirados no site Sympla (www.sympla.com.br). As apresentações acontecem de terça a sábado, às 20h, e domingo, às 19h. O espetáculo é uma realização do Programa de Apoio de
Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Preconceitos e questões da época – e que infelizmente ecoam até hoje – surgem em cena neste trabalho. O texto original de Adolfo Caminha, ícone do movimento naturalista na literatura, aborda essas questões em um contexto conturbado. No Rio de Janeiro pós-abolição da escravatura, o protagonista Amaro se apaixona por um jovem branco, Aleixo, ambos marinheiros. Amaro tenta manter uma vida tradicional de homem casado, mas sofre com ciúmes, preconceito e violência.

Serviço
Espetáculo “O Bom Crioulo”
Adaptado da obra de Adolfo Caminha por César Almeida
Data: de 10 a 28 de abril
Horários: de terça-feira a sábado, às 20h, domingos, às 19h
Endereço: Teatro José Maria Santos – R. Treze de Maio, 655 – São Francisco, Curitiba
De 23 a 28 de abril sessões com a participação de um intérprete de libras
20 de abril – sessões as 18h00 e 20h00
27 de abril – sessões as 18h00 e 20h00
28 de abril – sessões as 15h00 e 19h00
Entrada gratuita com retirada de ingressos no SYMPLA: www.sympla.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *