Esquecidas: Projeto cultural resgata e valoriza ícones femininos da literatura brasileira

Atividades acontecem em colégios públicos de Curitiba, evidenciam escritoras corajosas que romperam paradigmas e mostraram a capacidade de fazer arte

Conhecer, reconhecer e valorizar ícones femininos da literatura brasileira e das artes modernistas que marcaram o século XX. Esses são os principais objetivos do projeto cultural Na Nossa Estante-Clube do Livro.

O projeto terá diversas ações gratuitas que englobam 5 workshops sobre mediação de leitura, voltado aos professores da rede municipal de ensino de Curitiba; 12 oficinas para estudantes sobre a produção artística do modernismo e a visibilidade feminina neste movimento histórico; 20 encontros de leituras compartilhadas sobre algumas escritoras de reconhecida qualidade literária e a doação de 700 livros aos participantes.

As atividades já estão em andamento e vão até o segundo semestre deste ano. Diversos encontros já foram realizados em escolas públicas da capital paranaense e mais 14 encontros ainda vão acontecer em outras instituições que ofertam a modalidade do Ensino Fundamental-Anos Finais, Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos (CEEBJA).

Coragem para romper paradigmas

“Não há tantas representações femininas na literatura do século XX e a primeira fase do modernismo também não as contemplou. Elas viviam no anonimato e suas obras começaram a ser publicadas somente a partir da segunda fase”, explica a idealizadora do projeto e especialista em Literatura Brasileira, Elaine Minami.

Para que haja uma ruptura desse paradigma, o projeto cultural vai abordar escritoras que se tornaram eternas, com aparições fulminantes e que apaixonam leitores de forma atemporal. “São mulheres corajosas, que negaram o papel da submissão a elas rotulado e mostraram – por meio de seus feitos – a capacidade de fazer arte”, complementa Elaine.

Representatividade

As obras e as escritoras que estão sendo apresentadas aos estudantes – com abordagens lúdicas, que fogem ao trivial e à obrigatoriedade – e debatidas no projeto Na Nossa Estante-Clube do Livro são Felicidade clandestina e Laços de família, de Clarice Lispector; O quinze, de Rachel de Queiroz; Seminário dos ratos, de Lygia Fagundes Telles; Doze noturnos de Holanda e Crônicas para jovens, de Cecília Meireles.

Também completam a lista A teus pés, de Ana Cristina Cesar; Quarto de despejo, de Carolina Maria de Jesus; Júbilo, memória, noviciado da paixão, de Hilda Hilst; Bagagem, de Adélia Prado; Lembranças de Aninha, de Cora Coralina e Melhores contos, de Nélida Piñon.

“Essas escritoras foram fiéis às próprias convicções. Por meio de suas obras que englobam romances, poesias, crônicas e contos, elas representam inúmeras mulheres. Por isso, é importante retirar esses clássicos das estantes e propor novas maneiras de observar essas vozes”, enfatiza a especialista em Literatura Brasileira.

Imersão ao universo feminino

Segundo a idealizadora, esse projeto cultural analisa os livros e as mensagens de suas autoras a partir do teor artístico e literário presente em cada uma das obras. Nas oficinas artísticas, criações serão apresentadas e releituras marcam o encontro entre a obra consagrada e o fazer inédito dos participantes.

Com a troca de informações e experiências, com o contato com esses livros e a interatividade entre os participantes acontece o aprendizado mútuo, o maior interesse pela leitura e a facilidade de aprendizado.

“É isso que desejamos. Ao apresentar essas mulheres e seus livros e ao redirecionar o olhar do leitor, veremos a importância feminina na literatura e nas artes plásticas; ora representando personagens fortes, ora suscitando inspirações. Assim, evitamos a perpetuação do conceito de que a qualidade artística está vinculada a figuras masculinas”, complementa Elaine Minami.

Próximos encontros

O projeto cultural Na Nossa Estante-Clube do Livro está sendo realizado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura-Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba e tem o incentivo da Uninter.

As próximas atividades serão realizadas no Colégio Estadual Júlia Wanderley [rua Vicente Machado, 1643, Batel, nos dias 30 de abril; 2,7, 15 e 16 de maio] e no Instituto de Educação do Paraná Professor Erasmo Pilotto [rua Emiliano Perneta, 92, Centro, nos dias 2, 6, 13, 15, 16 e 29 de maio; 12 e 26 de junho]. Informações pelo tel. 41-99672-2340.

Os workshops sobre mediação de leitura são conduzidos por Carla Viccini, que é especialista em Literatura Brasileira e História Nacional; as oficinas sobre produção artística serão coordenadas pela professora de arte Edeliz Klaumann e as ações do clube do livro serão medidas pelas educadoras Elaine Minami e Taíne Alves.

By Mirella Pasqual

Sou jornalista formada pela Universidade Positivo. Sou mãe do Benício e de três vira-latas, o Raj, o Thor e a Mia. Minha coluna fala sobre moda, empreendedorismo e saúde! Sejam muito bem-vindos 😊

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *