Reunindo cultura e gastronomia, chef Délio Canabrava traz Queima do alho para Curitiba

Vem aí a 1ª Queima do Alho Curitiba. De iniciativa do chef Délio Canabrava, o tradicional festival de cozinha tropeira chega à capital paranaense no sábado, 06 de outubro, a partir das 11h, e promete dar água na boca dos habitantes da terra do leite quente. Inspirada na mais antiga manifestação gastronômica do país, a releitura curitibana será aberta ao público e realizada na área externa do Bar CanaBenta, em um espaço de mais de 400 m², com capacidade para 400 pessoas.

O evento promete reunir história e sabor. A 1ª Queima do Alho Curitiba propõe uma aliança entre ingredientes de diferentes regiões do Brasil, realçando o elo entre sudeste, sul e centro-oeste, regiões percorridas pelos tropeiros no passado. Depois de anos estudando eventos semelhantes realizados pelo Brasil, Délio Canabrava decidiu trazer o evento para Curitiba, buscando preservar aquela que é considerada a primeira manifestação gastronômica do país. “Criamos um evento de churrasco caipiria tipicamente brasileiro, com nossa história, nossa cultura e nosso tempero”, relata o chef idealizador da edição. A família mineira e o avô tropeiro foram algumas das motivações que inspiraram a decoração do Bar CanaBenta que agora realça as características do evento que será pioneiro entre o público curitibano. “Minha cultura é mineira e o CanaBenta já carrega essa inspiração caipira-tropeira”, completa.

Serão quatro opções de carnes tipicamente tropeiras e acompanhamentos feitos pelas mãos de chefs convidados e com notável reconhecimento: Gabriela Carvalho, Celso Freire, Rosane Radecki, Maurício Dobis, Mestre Campagnolo, Rodger Weiss, Caio Canabrava e Eva dos Santos. A ação também contará com a colaboração dos alunos de gastronomia do Espaço Gourmet.

 

Cardápio

Aberto ao público, o formato do evento permite que os participantes circulem por diferentes opções gastronômicas e pague apenas pela consumação. A refeição terá custo de R$ 30,00 por pessoa, incluindo uma carne e cinco acompanhamentos. A tradicional costela fogo de chão compõe o cardápio, além do leitão pururuca, hambúrguer na grelha e cordeiro. Também serão servidos arroz carreteiro, feijão tropeiro e paçoca de carne. Entre as bebidas, estão a cachaça, com itens da Confraria Paranaense da Cachaça, e o chopp com cervejas locais e artesanais. Para fechar com chave de ouro, os apreciadores da boa gastronomia poderão degustar as sobremesas da Confeitaria Banoffi e gelato. O café, que não pode faltar na festividade, será oferecido pela Melitta.

As atrações não acabam na mesa. O evento é petfriendly (com área reservada aos animais de estimação), haverá espaço kids para diversão infantil e ambiente próprio para os ciclistas acomodarem as bikes. A música ao vivo fica por conta do músico Zomzera, que já animou a Festa de Barretos e vai colaborar com o clima tropeiro com repertório sertanejo. A expectativa é que o evento cresça e seja realizado anualmente, reunindo comitivas para realização de uma competição, como manda a tradição. A primeira edição deve receber 600 pessoas.

Sobre a tradição “queima alho”
O Queima Alho ficou assim conhecido porque quando os boiadeiros começavam a fazer as comidas, jogavam o alho sobre a panela quente para fazer o almoço para a “peãozada” e, então,  o aroma característico do alho subia e atraía os peões de longe para a refeição. Reza a lenda que falavam que havia começado a queima do alho, ou seja, “comida a vista”. Um cardápio simples, mas reforçado, para garantir a energia da comitiva.

 

Serviço – 1ª Queima de Alho Curitiba

06 de outubro – sábado, das 11h às 18h

Estacionamento Bar CanaBenta

Mais informações: https://www.facebook.com/queimadoalhocuritiba

Festas e Eventos